Prosperidade fará ateísmo substituir a religião em todo o mundo até 2041, diz estudioso

Prosperidade fará ateísmo substituir a religião em todo o mundo até 2041, diz estudiosoUm estudo realizado pelo Dr. Nigel Barber afirma que a religião será banida da sociedade mundial até o ano de 2041, e substituída pelo ateísmo, devido ao aumento da qualidade de vida da população e prosperidade de países hoje em desenvolvimento.
Barber lançou um livro sobre o tema, chamado Why Atheism Will Replace Religion (“Por que o ateísmo vai substituir a religião”, em tradução livre), onde disserta com mais detalhes sobre sua previsão ousada.
Para a produção do livre, o biopsicólogo irlandês estudou as crenças, hábitos e histórico de pessoas de 137 países, e chegou a conclusão de que as populações vão se tornando ateias conforme vão prosperando materialmente.
Para o professor Barber, os adeptos à religião já não são maioria: “Tais grupos são pequenas minorias da população mundial e que eles vão se tornar ainda mais marginalizados à medida que aumenta a prosperidade global e padrões de vida melhoram”, disse.
Em seu livro, Barber questiona quanto tempo levaria para a maioria dos países em todo o mundo chegarem a um nível semelhante de riqueza e desenvolvimento igual ao países que já têm um número expressivo de ateus, e diz que conforme isso for se concretizando, a proporção de religiosos cairá igualmente aos países já desenvolvidos, pois as pessoas já não precisarão confiar no sobrenatural uma vez que suas necessidades físicas e materiais estão sendo atendidas.
“O declínio da religião não acontece apenas porque as pessoas estão se tornando mais ricas, mas também por causa do aumento da qualidade de vida, diminuição de doenças graves, melhor educação e bem-estar”, diz Barber, que cita dados de países com alto Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): “A religião é uma prioridade baixa nas culturas japonesa e sueca, onde as pessoas normais são relativamente confortável. Consequentemente, a maioria das populações é ateia”.
Segundo informações do News Channel 9, o estudioso reconhece que os benefícios emocionais da religião favoreceram a evolução da sociedade como um todo, mas afirma que a tendência é que os avanços obtidos através da fé sejam deixados de lado.
Como exemplo, Barber cita um estudo publicado na revista Psychology Today, em 2007, que descobriu que não há quase nenhum ateísmo na África Subsaariana, devido à baixa qualidade de vida, e que na Europa, onde há mais qualidade de vida, o número de ateus é maior. Na Suécia, por exemplo, 64% das pessoas não possuem religião; Na Dinamarca, 48% são ateus, assim como 42% dos alemães; Na França, o número de pessoas sem religião é 44%.

Comentários

  1. Boa matéria mostra que ateismo não quer dizer que possam melhorar as condições fisicas e mentais das pessoas!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Deixe aqui o seu comentário...

Mensagens populares