Pesquisa mostra que a confiança na igreja foi a que menos caiu depois dos protestos que pararam o país

Pesquisa mostra que a confiança na igreja foi a que menos caiu depois dos protestos que pararam o paísUma pesquisa realizada pelo Ibope mostrou que após os protestos que se espalharam por todo o país em junho, as principais instituições do país perderam boa parte da confiança dos brasileiros. A pesquisa, Índice de Confiança Social, é feita anualmente pelo Ibope, desde 2009, e sua edição de 2013 foi divulgada nesta quinta-feira.
Essa edição da pesquisa mostrou uma queda geral da credibilidade das instituições, sendo que a presidente da República foi a que mais perdeu credibilidade: três vezes mais do que o resto. Em contrapartida, a igreja foi a instituição que menos perdeu sua credibilidade.
De acordo com o Estadão, desde os bombeiros até os partidos políticos, igrejas e sindicatos, todas as instituições se tornaram menos confiáveis para a população – inclusive os meios de comunicação, governo federal, prefeituras, Congresso e Judiciário.
- É uma crise generalizada de credibilidade. Está refletindo o momento do país, os protestos de rua. Já havia uma queda leve nos anos anteriores, mas agora a perda de confiança se acentuou – comentou a CEO do Ibope Inteligência, Marcia Cavallari.
Com a maior queda de confiança entre as instituições pesquisadas, a presidência da república teve uma queda de credibilidade de 33%. Estre as instituições com maior queda de confiança estão também o sistema público de saúde, com uma queda de 24%, o Governo Federal, com 23%, o Congresso Nacional, com 19%, e os sindicados, com uma queda de 16%.
As igrejas foram as instituições menos afetadas pela queda de confiança, ao lado dos bombeiros, com uma queda de confiança de 7%. Em 2010, com Lula no cargo, a Presidência era a 3º instituição mais confiável, atrás apenas dos bombeiros e das igrejas, que ainda se mantém entre as instituições mais confiáveis.
Veja o infográfico feito pelo Ibope com um resumo da pesquisa:
confiança-social-igreja-instituições

Comentários

Mensagens populares